terça-feira, 5 de abril de 2011

“O medo é para os fracos. E eu, meu caro, sou indestrutível”

Nenhum comentário: