sábado, 9 de abril de 2011

Enquanto houver amanhã, minha preguiça será imortal.

Nenhum comentário: